De volta à casa de vila

20 05 2008

 

Em sua 22ª edição, a Casa Cor, montada na área de 6.500 m2 do Jockey Club, redescobre a dimensão humana e foge do que é impessoal

 

Jatobá centenário torna inesquecível a Prça Casa Cor, de Gilberto Elkis

 

A maturidade chegou à Casa Cor. Em sua 22ª edição, a mais representativa mostra de design de interiores do País entra na idade adulta cheia de planos, mas também consciente dos desafios. No entender dos organizadores, o momento é de crescer, mas sem perder de vista o DNA do evento. Mais especificamente, a aura de glamour e exclusividade das primeiras edições – diferenciais que pretendem reviver, em grande estilo, a partir de terça-feira, no Jockey Club de São Paulo, em Cidade Jardim.
“O conceito de bom gosto que queremos imprimir à marca Casa Cor é uma característica original da mostra, conquistada com competência por suas fundadoras Yolanda Figueiredo e Angélica Rueda”, afirma João Doria Jr., que acaba de assumir a presidência do empreendimento em sociedade com o Grupo Abril. Com investimentos da ordem de R$ 8 milhões, a primeira Casa Cor sob sua direção foi montada em uma área total de 6.500 m² e deve atrair um público de cerca de 200 mil pessoas.

Entre os projetos em pauta, além da ampliação do calendário de exposições, o licenciamento da marca para produtos de homeware, bem-estar e lazer: o primeiro deles, uma linha de aromatizadores, já estará à venda no local. “Além de lançar tendências, a mostra é um extraordinário impulsionador de vendas, com um público superior a 500 mil visitantes anuais”, afirma Doria.

Qual seria a estratégia para conciliar as metas de crescimento e a exclusividade de outrora? “Sofisticação em cada detalhe, do visível ao apenas perceptível”, explica Felipe Camargo, vice-presidente da Casa Cor. Ao que ele acrescenta: “Sofisticação hoje pressupõe simplicidade, atenção aos sentidos. Sem esquecer, claro, da importância da preservação ambiental”.

 

Uma vila no Jockey

Que não se surpreenda, portanto, quem, durante a visita, perceber cacaueiros estrategicamente posicionadas em meio aos 69 ambientes, projetados por 88 profissionais na mostra organizada este ano sob o tema “Vila de Casas”.

“Há tempos vínhamos detectando um desejo de voltar à vila. De redescobrir dimensões humanas, mais na escala dos moradores e longe da impessoalidade dos condomínios. O que não esperávamos era estar tão próximos de uma”, admite Camargo, referindo-se à pequena vila residencial no Jockey, exemplar típico de um padrão de ocupação urbana que alcançou seu apogeu na primeira metade do século 20 e que inspirou a montagem deste ano.

Tombados pelo Patrimônio Histórico e Cultural, cinco desses imóveis conservam a fachada original, mas tiveram seus interiores inteiramente reformulados. “Para adaptar a casa ao viver contemporâneo, optei por abolir divisórias, integrando quartos, sala e cozinha em ambiente único”, diz Brunete Fraccaroli, criadora da Casa Dourada, projeto que investe também no branco e no prata, algumas de suas apostas para a próxima estação.

 

A vez do paisagismo

No melhor estilo Casa Cor, novas construções, na forma de lofts e estúdios foram integrados ao conjunto existente, mas sempre de maneira planejada para não descaracterizar o padrão de implantação. Nesse sentido, o paisagismo é o ponto alto desta edição: à semelhança das antigas vilas, as praças, vistas não só como áreas de passagem, propiciam o convívio. Caso de “um lounge a céu aberto”, como preferem chamar Daniela Sedo e Carlos Marsi à Praça de Boas-Vindas – projeto da dupla que conta com dois ambientes, um para descanso e outro para encontros. Ou ainda sob a condição de espaço referencial na memória dos moradores, como propõe o paisagista Alex Hanazaki, no Pátio das Casas, que homenageia os 100 anos da imigração japonesa por meio de um jardim de 300 m², repleto de simbologias.

Não por acaso, a Casa Cor está mais agradável de ser percorrida: em meio à sucessão de espaços verdes, cascatas e espelhos d?água (um dos hits da estação), o visitante vai passar bons momentos ao ar livre, à sombra de jatobás, pitangueiras e flamboyants – algumas das espécies que compõem a vegetação local, vestígio de Mata Atlântica que não passou despercebida pelos arquitetos.

 

Natureza integrada

É o caso de Fernanda Marques, que integrou uma das árvores ao desenho de seu Estúdio 24/7; de Roberto Migotto, com a suíte emoldurada por exuberante paisagem; ou ainda de Francisco Cálio, querevestiu a fachada da Casa Viva com vasos de plantas, irrigados por um sistema de acionamento automático e ecologicamente correto. Sem falar dos inúmeros projetos que, por meio de grandes painéis de vidro, procuram trazer a natureza para dentro dos interiores. De forma literal, contam com paredes ajardinadas na sua composição ou ao menos um painel fotográfico, com referência ao tema.

Em sintonia com o espírito nostálgico da Casa Cor 2008, duas mostras fotográficas devem chamar a atenção: uma, enfocando a obra de Oscar Niemeyer, a cargo de Ruy Othake, com os momentos marcantes da carreira do arquiteto centenário; outra, em homenagem às idealizadoras da mostra, Yolanda Figueiredo e Angélica Rueda, que teve sua primeira edição em junho de 1987.

Trilha sonora ideal para embalar um evento desenhado para agradar aos olhos – mas também aos ouvidos -, perto da entrada, no Lounge Bossa Nova, de Débora Aguiar, o ritmo brasileiro por excelência – que está, a propósito, comemorando 50 anos de estrada -, vai servir de fundo musical para tardes à beira do piano, em ambiente inspirado na arquitetura moderna.

Respirem, portanto, aliviados: ao que tudo indica, a vida continua doce vista dos reluzentes espaços do Jockey Club paulistano.

 

 

Anúncios




LE CORBUSIER

30 04 2008

 

Le Corbusier é o sobrenome profissional de Charles Edouard Jeanneret-Gris, considerado a figura mais importante da arquitetura moderna. Estudou artes e ofícios em sua cidade natal, na Suíça, e depois estagiou por dois anos no estúdio parisiense de Auguste Perret, na França. Viajou para a Alemanha onde colaborou com nomes famosos da arquitetura naquele país, como Peter Behrens.

 

 

 

 

Le Corbusier foi para Atenas estudar o Partenon e outros edifícios da Grécia antiga. Ficou impressionado com o uso da razão áurea pelos gregos clássicos. O livro “Vers une Architecture” mostra uma nova forma da arquitetura baseada em muitos edifícios antigos que incorporam a razão áurea, uma proporção matemática considerada harmônica e agradável à visão.

Para o arquiteto, o tamanho padrão do homem era 1,83m. Baseado nisso, em números do matemático Fibonacci (1170-1250) e na razão áurea dos gregos antigos, criou uma série de medidas proporcionais, o Modulor, que dividia o corpo humano de forma harmônica e equilibrada. Baseava-se nisso para orientar os seus projetos e suas pinturas.

Tinha 35 anos quando se associou a seu primo, o engenheiro Pierre Jeanneret, em Paris. Foi quando adotou de vez o pseudônimo profissional de Le Corbusier (o corvo, adaptado do sobrenome de sua bisavó Lecorbésier).

Embora sua principal carreira tenha sido a de arquiteto, também foi competente na pintura e na teoria artística. Como pintor, ajudou a fundar o movimento purista, uma corrente derivada do cubismo, nos anos 1920. Na revista francesa “L’Esprit Nouveau” (O espírito novo), publicou numerosos artigos com suas teorias arquitetônicas.

Uma de suas principais contribuições, afora o repúdio a estilos de época, foi o entendimento da casa como uma máquina de habitar (machine à habiter), em concordância com os avanços industriais. Sua principal preocupação era a funcionalidade. As edificações eram projetadas para serem usadas. Definiu a arquitetura como o jogo correto e magnífico dos volumes sob a luz, fundamentada na utilização dos novos materiais: concreto armado, vidro plano em grandes dimensões e outros produtos artificiais.

 

Villa Savoy

Uma de suas preocupações constantes foi a necessidade de uma nova planificação urbana, mais adequada à vida moderna. Suas idéias tiveram grande repercussão no urbanismo do século 20. Foi o autor do Plano Obus, para reurbanizar Argel, capital da Argélia, e de todo o planejamento urbano de Chandigarh, cidade construída na Índia para ser a capital do Punjab.
O edifício sede das nações Unidas (ONU), em Nova York, foi desenhado por Le Corbusier, pelo brasileiro Oscar Niemeyer e pelo inglês Sir Howard Robertson, em 1947.

Aos 78 anos, Le Corbusier morreu afogado no mar Mediterrâneo. Oito anos antes, havia feito o projeto de seu túmulo, que foi construído imediatamente após a sua morte.

 

 

 

 

Veja também:

 

Mies van der Rohe – Bauhaus

 

Paulo Mendes da Rocha – A natureza é um trambolho

 

Cultura nunca é demais.

 

 

 

 

 





Mies van der Rohe – Bauhaus

15 04 2008

 

Mies van der Rohe

 

Mies van der Rohe foi, após um período inicial de influência arquitetônica neoclássica, um dos principais representantes da arquitetura do vidro e do aço. É considerado, com Walter Gropius, Le Corbusier e Frank Lloyd Wright, um dos arquitetos mais importantes do século XX.

 

Usou cimento e estruturas de aço em suas primeiras casas e galpões industriais, mas o seu ideal estético incluía também o uso de materiais nobres como mármore travertino, ônix ou aço cromado.

 

Sua primeira obra importante foi o pavilhão alemão para a Exposição Internacional de Barcelona, de 1929.

 

  

Seus prédios de apartamentos abriram caminho, do ponto de vista construtivo e urbanístico, para obras posteriores. Disso são exemplos os Promontory Apartments de Chicago (1951); os Lake Shore Drive Apartments (1951). os Batery Park Apartments de Nova York (1957 a 1958) e o Seagram Building de Nova York (1956 a 1959). Suas obras mais conhecidas na Alemanha são a Colônia Weissenhorf de Stuttgart (1927) e a Neue Nationalgalerie de Berlim (1962-1968).

 

 

The Lake Shore Drive Apartments, Chicago

 

No período compreendido entre 1930 e 1933, dirigiu a Bauhaus de Dessau. Emigrou para os Estados Unidos em 1937, onde dirigiu o departamento de arquitetura do Illinois Institute of Technology de Chicago, entre 1938 e 1959.

 

 *****************************************************

 

No próximo post pretendo mostrar um pouquinho mais do que foi a Bauhaus.

Abraços.

E não deixe de ver:

Paulo Mendes da Rocha – A natureza é um trambolho

Tendências… A vez das fachadas sustentáveis  

SANTIAGO CALATRAVA – arquiteto

Cultura nunca é demais.

 

*****************************************************

 





A busca pelo assunto é enorme, aqui estão algumas das palavras que são buscadas quando se pensa em Arquitetura e arte:

17 03 2008

a arte da arquitetura, a arte de projetar em arquitetura, a arte na arquitetura, antiga arte, apostila arquitetura, arquiteta, arquiteto, arquitetos, arquitetura, arquitetura & construção, arquitetura 3d, arquitetura antiga, arquitetura arcos, arquitetura arquiteto, arquitetura art deco, arquitetura art decor, arquitetura art decó, arquitetura art déco, arquitetura art nouveau, arquitetura art noveau, arquitetura barroca, arquitetura barroco, arquitetura bienal, arquitetura bioclimatica, arquitetura bioclimática, arquitetura bizantina, arquitetura brasileira, arquitetura brasilia, arquitetura campinas, arquitetura caracteristicas, arquitetura casas, arquitetura catedral, arquitetura ceramica, arquitetura cisc, arquitetura civil, arquitetura classica, arquitetura cliente servidor, arquitetura clássica, arquitetura colonial, arquitetura coluna, arquitetura colunas, arquitetura com, arquitetura comercial, arquitetura como arte, arquitetura computadores, arquitetura construcao, arquitetura construção, arquitetura contemporanea, arquitetura contemporânea, arquitetura corporativa, arquitetura cultura, arquitetura curitiba, arquitetura da arte, arquitetura da arte barroca, arquitetura da arte bizantina, arquitetura da arte egipcia, arquitetura da arte gotica, arquitetura da arte grega, arquitetura da arte gótica, arquitetura da arte moderna, arquitetura da arte romana, arquitetura da arte romanica, arquitetura da destruição, arquitetura da felicidade, arquitetura da informação, arquitetura da internet, arquitetura das flores, arquitetura de brasilia, arquitetura de casas, arquitetura de computador, arquitetura de computadores, arquitetura de informação, arquitetura de interiores, arquitetura de rede, arquitetura de redes, arquitetura de sistemas, arquitetura de sistemas operacionais, arquitetura de software, arquitetura de von neumann, arquitetura decoração, arquitetura desenhos, arquitetura design, arquitetura do brasil, arquitetura do egito, arquitetura egipcia, arquitetura egito, arquitetura egípcia, arquitetura escolar, arquitetura escultura, arquitetura estilos, arquitetura gotica, arquitetura gotico, arquitetura gratis, arquitetura grega, arquitetura gregas, arquitetura gótica, arquitetura gótico, arquitetura história, arquitetura hospitalar, arquitetura humana, arquitetura igrejas, arquitetura imagens, arquitetura interiores, arquitetura italiana, arquitetura japonesa, arquitetura literatura, arquitetura medieval, arquitetura moderna, arquitetura modernista, arquitetura mosaico, arquitetura na arte, arquitetura na arte grega, arquitetura na arte moderna, arquitetura na arte romana, arquitetura na semana da arte moderna, arquitetura na semana de arte moderna, arquitetura naval, arquitetura neoclassica, arquitetura neoclassicismo, arquitetura neoclassico, arquitetura neoclássica, arquitetura no brasil, arquitetura obras, arquitetura organizacional, arquitetura orientada a serviços, arquitetura paleocristã, arquitetura pintura, arquitetura pinturas, arquitetura plantas, arquitetura porto alegre, arquitetura portugal, arquitetura portuguesa, arquitetura primitiva, arquitetura religiosa, arquitetura religião, arquitetura renacentista, arquitetura renascentista, arquitetura renascimento, arquitetura residencial, arquitetura risc, arquitetura rj, arquitetura romana, arquitetura romanas, arquitetura romanica, arquitetura romanico, arquitetura romantica, arquitetura romantismo, arquitetura românica, arquitetura românico, arquitetura sao paulo, arquitetura sp, arquitetura sustentavel, arquitetura sustentável, arquitetura são paulo, arquitetura ufmg, arquitetura ufrgs, arquitetura ufsc, arquitetura uma, arquitetura urbanismo, arquitetura usp, arquitetura vernacular, arquitetura web, arquitetura é arte, art 5 arquitetura, art arquitetura, art deco na arquitetura, art nouveau na arquitetura, arte arquitetura, arte arquitetura itaim, arte arquitetura jardins, arte artistas, arte barroca, arte barroca arquitetura, arte bizantina arquitetura, arte caracteristicas, arte cultura, arte de projetar arquitetura, arte de projetar em arquitetura, arte de projetar em arquitetura download, arte de projetar em arquitetura neufert, arte de projetar em arquitetura pdf, arte egipcia, arte egipcia arquitetura, arte egípcia arquitetura, arte em roma arquitetura, arte escultura, arte esculturas, arte estilo, arte estilos, arte gotica, arte gotica arquitetura, arte grega arquitetura, arte grega arquitetura escultura, arte grega pintura escultura arquitetura, arte gótica arquitetura, arte medieval, arte medieval arquitetura, arte moderna, arte moderna arquitetura, arte no egito arquitetura, arte obra, arte obras, arte pinturas, arte romana, arte romana arquitetura, arte romanica, arte romanica arquitetura, arte românica arquitetura, artes arquitetura, barroco arte, bienal arquitetura, bienal arte, bienal de arquitetura, bizantina arte, brasil arquitetura, catedral arte, ceramica arte, cerâmica arte, classica arte, classico arte, concurso arquitetura, conselho regional de arquitetura, construcao, construtora, construção, construção civil, construção de casas, construções, cozinhas, curso arquitetura, curso de arquitetura, cursos arquitetura, cursos de arquitetura, decoracao, decoradores, decoraçao, decoração, decoração arte, decoração de interiores, decoração interiores, desenho arquitetura, desenho arte, desenho de arquitetura, desenhos arte, design de interiores, design interiores, designer de interiores, divisórias, egito arte, elementos arte, empresas de arquitetura, engenharia, escola de arquitetura, escritorio arquitetura, escritorio de arquitetura, escritorios de arquitetura, escritório arquitetura, escritório de arquitetura, escritórios de arquitetura, estagio arquitetura, estilo arquitetura, estágio arquitetura, faculdade arquitetura, faculdade de arquitetura, faculdades de arquitetura, figuras arte, fotos arquitetura, fotos de arquitetura, gerenciamento de obra, gotico arte, graduação em arquitetura, grega arte, gótica arte, gótico arte, historia da arquitetura, historia da arte arquitetura, história arte, história da arquitetura, história da arte, história da arte arquitetura, igreja arquitetura, igreja arte, imagens arte, interiores, jardim, literatura arte, livro arquitetura, livros arquitetura, livros de arquitetura, maquete, maquete eletronica, maquete eletrônica, maquete virtual, maquetes eletronicas, maquetes eletrônicas, materiais de construção, mestrado arquitetura, mestrado em arquitetura, mosaico arte, móveis, neoclassicismo arte, neolitico arquitetura, neufert a arte de projetar em arquitetura, o que é arquitetura, obra arquitetura, paisagismo, pintura arte, planta arquitetura, plantas de arquitetura, plotagem, portugal arte, programa arquitetura, programa de arquitetura, programas de arquitetura, projeto, projeto arquitetura, projeto arquitetônico, projeto comercial, projeto de arquitetura, projeto de casas, projeto de interiores, projeto de paisagismo, projeto residencial, projetos, projetos arquitetonicos, projetos arquitetura, projetos arquitetônicos, projetos comerciais, projetos de arquitetura, projetos de casas, projetos de paisagismo, projetos residenciais, pós graduação arquitetura, reforma, reformas, religião arte, renascentista arte, renascimento arte, revista arquitetura, revista de arquitetura, revistas de arquitetura, romantismo arte, semana da arte moderna arquitetura, semana de arte moderna arquitetura, sites de arquitetura, sobre arquitetura, software arquitetura, tipos de arquitetura, tudo sobre arquitetura, vestibular arquitetura, vitrais arte, www arquitetura